Memórias de Alhambra — It's Lizzie



Filmes e Séries

Memórias de Alhambra

© Netflix

 Esta resenha pode e com certeza contém o temido spoiler.. Depois não diz que não avisei, hein?!

Eu viciei em outro drama coreano e estou completamente indignada com a Netflix colocando apenas um novo episódio por semana – Netflix, venha cá, tá mendigando episódio por que, minha filha? Coloca esses dois últimos episódios que falta. Fica adiando meu sofrimento, osh!

Sofrimentos à parte, a resenha de hoje é sobre um drama coreano que gira em torno de Alhambra. Dependendo do episódio pode aparecer até 3 idiomas, ou seja, coreano, inglês e espanhol mas o idioma principal do drama é coreano mesmo, claro haha

A sinopse nada atraente que está no Netflix é a seguinte:

Em busca do criador de um jogo de realidade aumentada, um executivo coreano vai à Espanha. Lá, ele embarca numa estranha jornada com a irmã do homem que procura.

A princípio a sinopse não me chamou nem um pouco a atenção mas resolvi dar uma chance, afinal eu estava atoa na frente da televisão procurando o que assistir e logo de cara a abertura do drama já me chamou  a atenção e pensei: Isso pode ser interessante e eu viciei daí. Bom, vamos lá..

© Netflix

Memórias de Alhambra começa com um jovem programador de jogos fazendo uma ligação para Yoo Jin Woo (Hyun Bin), CEO de uma grande empresa coreana de investimentos chamada J One, mas o jovem desesperado como se estivesse sendo perseguido por alguém, não consegue falar muito e apenas diz para o CEO conferir o e-mail dele e encontrá-lo na Hospedaria Bonita em Alhambra, um município localizado em Granada na Espanha.

Yoo Jin Woo sem entender nada confere seu e-mail e rapidamente toma a decisão de embarcar para a Espanha atrás do jovem programador que o ligou no meio da noite.

© Netflix

O jovem programador se chama Se Joo e é irmão da Jung Hee Joo (Park Shin Hye), a dona da Hospedaria Bonita. Se Joo desaparece misteriosamente e sem deixar rastros e Yoo Jin Woo, o nosso CEO, continua à espera do jovem programador enquanto faz testes do jogo oferecido por Se Joo.

Se Joo, na minha opinião, é um programador com excelentes habilidades e eu o considero um gênio. O jovem programador conseguiu criar um jogo de realidade aumentava que utiliza lentes de contato. O jogo é tão realista que quem o joga consegue pegar objetos e até mesmo sentir dor física quando o personagem, que é o próprio jogador, se machuca. Ah, e detalhe, os ferimentos obtidos no mundo virtual somem após deslogar o jogo. Demais né?!

Nem tudo são flores e conforme se sobe de nível no jogo, mistérios indecifráveis começam a surgir e é exatamente neste ponto que a vida do CEO vira completamente de ponta cabeça.

Sabem que pelo fato de ser designer, por mais que eu tente largar essa área desvalorizada, eu tenho um olhar crítico né? Pois bem, as cenas que se passam no jogo são simplesmente totalmente bem editada e eu fico com aquela expressão de: UAU!

Então, se você meu caro leitor ou minha cara leitora curte ficção científica e fantasia com uma pitadinha de romance leve e uns dramas eu super indico essa série para você.

15 respostas para “Memórias de Alhambra”

    • A história é surpreendente mesmo rs
      Terminei de assistir todos os episódios disponíveis na Netflix ontem e espero que realmente tenha uma continuação por que né, ficou aquele ponto de interrogação rsrs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Hello!

(Elizabeth) — Ítalo-brasileira, aspirante a filha de Poseidon, nascida em meados do século XX. Rainha dos dramas e das gambiarras que vive no mundo dos códigos e nos livros. Saiba mais!