Sociedade de merda e seus malditos rótulos – It's Lizzie | Design, música, lifestyle e muito mais!
Sociedade de merda e seus malditos rótulos
Por Lizzie / junho 8, 2018 / Escritos

Era uma semana tensa, longa e estressante. Eu tinha acabado de fazer uma das provas mais difíceis da minha vida e tudo o que queria era chegar logo em casa, tomar uma bela ducha e descansar.

Eram duas e meia da tarde, o tempo estava nublado e frio, a plataforma seis da estação central estava lotada de pessoas. Não demorou muito e os faróis de um trem da série oito mil clareavam os trilhos do terminal.  Eu estava orando para conseguir um lugar para me sentar, pois estava cansada e meus pés doíam da longa caminhada. Para minha sorte o trem não prosseguia para a plataforma seis e sim para a plataforma sete e então rapidamente corri para ela e as portas se abriram na minha frente e corri para o primeiro lugar que avistei. Ufa! Que sorte a minha, pensei.

A viagem prosseguia e tudo está tranquilamente bem até que uma senhora, da qual nunca a tinha visto antes, começou a falar sobre o meu peso. Sim, o assunto que mais me incomoda. A senhora perguntava o porquê de eu ser tão magra e se eu não comia. Me senti muito incomodada e tudo que queria era abrir um portal e sumir dali o mais rápido possível mas não podia. Tentei ser educada com a velha, porém a mesma continuava e parecia uma eternidade chegar no meu destino, embora faltasse apenas alguns minutos.

Vários pensamentos de baixa auto estima começaram a surgir em minha mente e começava a me perguntar o por quê de eu ser do jeito que sou. Durante toda a minha vida foi um terrível inferno viver em sociedade, recebia bullying e apelidados pesados principalmente sobre o meu corpo e o meu peso. Os apelidos  sempre iam de anoréxica à noiva cadáver. As pessoas deveriam se colocar no lugar das outras pessoas, ninguém sabe a luta diária que passamos, principalmente no nosso interior. Se engana quem pensa que só pessoas acima do peso sofrem preconceito da sociedade, pessoas magras como eu também sofrem e muito.

Nem sei o que pensar ou o que dizer sobre o ocorrido só sei que aquilo estragou mais ainda o resto do meu dia. Sociedade de merda e seus malditos rótulos, a cada dia se torna mais difícil conviver em meio a ela, estou farta dela.



Lizzie

(Elizabeth) — Ítalo-brasileira, aspirante a filha de Poisedon, nascida em meados do século XX. Rainha dos dramas e das gambiarras que vive no mundo dos códigos e nos livros.



5 thoughts on “Sociedade de merda e seus malditos rótulos

  1. Durante maior parte da minha vida fui muito magro.
    E tive que aturar bocas nesses sentido.
    Mais velho, engordei.
    E agora chateiam-me porque tenho algum peso a mais.
    Estou-me nas tintas!
    Se se tornam aborrecidos digo-lhes na cara.

  2. Nem me fala, já passei pelo mesmo contigo, mas dentro de casa, pela minha família de todos os lados. Me sinto fora do meio sempre que estou com eles, isso me desanima as vezes. Estou voltando a reconstruir a minha autoestima, e saber que a sua felicidade só depende da sua aprovação, é uma sensação de alívio enorme.

    http://www.blogdodeivy.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Its Lizzie @itslizzzie
Seguir
Blog de design, fotografia, dicas, lifestyle e muito mais.
Lizzie@itslizzie.space